Pablo Escobar ou Irmãos Rodrigues? Qual estilo de gerência “a la Narcos” você teria na sua empresa?

Empreendedor

Uma das mais populares séries do Netflix, Narcos não funciona muito bem apenas como entretenimento. O modo como os chefões dos carteis de Medellín (Pablo Escobar / Wagner Moura) e Cali (Gilberto e Miguel Rodriguez / Damián Alzcázar e Francisco Denis) gerenciavam suas organizações era bem eficiente e pode até servir como modelo para você administrar a sua empresa. Desde que você não precise matar ninguém e não faça nada fora da lei, claro!

Qual estilo de gerência “a la Narcos”

Se a sua empresa fosse gerida no “estilo Pablo Escobar”…

Ela certamente teria como público-alvo as classes C e D. Sua empresa teria um caráter mais popular, com um estilo de administração centralizador, com poucos cargos de confiança ao redor. Ou seja, poucas pessoas tomariam as grandes decisões e cada uma delas era anunciada com barulho, de forma a atingir o maior número de pessoas possível no seu mercado.

Se a sua empresa fosse gerida no “estilo Pablo Escobar”, sua linha de produtos seria muito pouco diversificada. No entanto, a lucratividade seria gigantesca, justamente por conhecer seu público-alvo e conseguir baratear os meios de produção e logística.

No “estilo Pablo Escobar”, sua empresa promoveria melhorias na vida da comunidade onde ela está instalada. Construiria escolas, locais para a prática de esportes, casas populares, etc. No entanto, os usuários dessas benesses não teriam muitas oportunidades para além da possibilidade de trabalhar apenas na sua empresa. Algo semelhante ao que ocorria nas cidades do Grande ABC, quando a esmagadora maioria da população trabalhava para as montadoras de carros.

Além de tudo isso, no “estilo Pablo Escobar”, sua empresa não ficaria restrita apenas à iniciativa privada, mas também gostaria de participar fortemente da vida pública. Para isso, ela gostaria de colocar representantes na companhia no poder, de preferência no Poder Legislativo. Nada de lobistas. Funcionários eleitos cuidariam de seus interesses na Assembleia, o que o pode configurar conflitos de interesses, mas também pode agilizar decisões importantes que antes levariam meses.

As principais vantagens do “estilo Pablo Escobar”:

Estar atenta aos desejos do público-alvo, baixo custo de produção, conexão direta com a comunidade, agilidade nas decisões.

As principais desvantagens do “estilo Pablo Escobar”:

Decisões centradas em poucas pessoas, conflito de interesses na atuação da vida pública, pouca diversidade de produtos, atuação limitada a um só mercado, ausência de inovação.

Se a sua empresa fosse gerida no “estilo Irmãos Rodríguez”…

Ela certamente teria como público-alvo as classes A e B. Seu estilo de administração seria discreto, com as decisões sendo discutidas em caráter mais democrático e que envolveria não só executivos, mas também parceiros e fornecedores, o que pode levar a ações mais acertadas.

Uma empresa gerida no “estilo Irmãos Rodríguez” seria dividida na seguinte forma:

Entre os donos, um seria a cara pública da empresa e o outro cuidaria da área financeira. No entanto, em outras posições-chave, seriam promovidos colaboradores de confiança: um cuidaria da logística e distribuição dos produtos, outro seria responsável pela área de expansão internacional, um terceiro ficaria do Jurídico e, por fim, um quarto executivo estaria a cargo do relacionamento com parceiros e fornecedores. Em todas as decisões essenciais da corporação, todos teriam poder de voto.

Uma empresa gerida no “estilo Irmãos Rodríguez” focaria seus produtos a um público restrito na cidade onde tem sede, concentrando suas vendas em locais de maior poder aquisitivo. O marketing seria segmentado a esta classe de consumidores, mais discreto, mas com um serviço de atendimento personalizado. Assim como no “estilo Pablo Escobar, a margem de lucro seria alta.

A participação de uma empresa no “estilo Irmãos Rodríguez” na política seria ampla, mas discreta. Para isso, seriam contratados os melhores serviços de lobby do mercado, que atuariam junto ao Poder Legislativo, defendendo todos os interesses do ramo de atuação da companhia, principalmente junto à criação de leis.

As principais vantagens do estilo “Irmãos Rodríguez”:

Maior participação dos executivos nas decisões da empresa, o que pode impedir equívocos gerenciais; representatividade efetiva junto ao poder público, mas de forma discreta, o que não arranha a imagem da empresa; atuação em diversos mercados consumidores; baixo custo de produção e alta lucratividade; diversificação de negócios

As principais desvantagens do estilo “Irmãos Rodríguez”:

O excesso de executivos nas decisões pode impedir mudanças de rotas mais drásticas que, às vezes, são necessárias;

E aí? Qual forma de gerenciamento você considera a ideal para a sua empresa? Conte pra gente nos comentários.

Esse conteúdo sobre empreendedorismo foi útil? Se você quer receber outros materiais relacionados a esse assunto, preencha nosso cadastro logo abaixo. Só leva um minuto!

Você também pode gostar de: É verdade ou não é? Dica para empreendedores


Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Lost Password