Dicas para evitar cair em Fake News

CONTADOR

“Diploma de Contador não será mais obrigatório para o exercício da função”. Calma! Está notícia não é verdadeira. Todos nós somos atingidos por uma avalanche de informações a cada minuto e isso não é diferente na vida dos Contadores. No Facebook, o Newsfeed está a todo instante repleto de notícias. No celular, toda hora soa o alerta do WhatsApp. O Twitter sempre bombando…

E, na longa história da [des] informação, todos nós, pelos menos uma vez na vida, já fomos impactados pelas notícias falsas, as chamadas fake news, que, ao contrário do que muitos pensam, existem desde a Antiguidade. Procópio, por exemplo, um historiador do império bizantino no século VI, escreveu o livro “Anedota”, com histórias de veracidade duvidosa sobre o imperador Justiniano. Na época, ele manteve a obra, que arruinava a notabilidade do monarca, em segredo até sua morte. Mas as notícias falsas tiveram seu ápice em Londres, no século XVIII, com várias fake news de apenas um parágrafo.

Em 1772, foi fundado o The Morning Post, um jornal repleto de notícias falsas, que fez um verdadeiro sucesso.

No cotidiano do Contador, as fake news estão presentes em todo momento e uma grande quantidade de informações, sem os cuidados jornalísticos e o processo de apuração das notícias é lançada na rede todo tempo. Recentemente, os contribuintes da Receita Federal do Brasil – RFB foram alertados para um golpe realizado via correspondência para regularização de dados cadastrais. Na carta, havia um endereço eletrônico para acesso e atualização de dados bancários, e o endereço informado não tinha nenhuma relação com a página do fisco. No período de envio das declarações do Imposto de Renda Pessoa Física – IRPF é comum que as pessoas recebam e-mails com falsas notificações de restituição. E assim acontece também com a Secretaria da Fazenda dos estados e municípios.

Para evitar cair no golpe das fake news, o Clube do Contador Certisign listou algumas dicas bem interessantes. Veja só:

  • Jamais clicar em sites suspeitos: neste caso, a sugestão é sempre verificar o site oficial de cada instituição;
  • Questionar a informação: se o e-mail ou correspondência pedir dados pessoais ou bancários, é importante indagar sobre o objetivo do órgão ao solicitar aquela informação. Na dúvida entre em contato presencialmente ou pelo telefone (no caso da RFB, o número é 146).
  • Ficar atento a erros: os documentos oficiais normalmente utilizam a norma culta de português. Nas fake news podem haver erros gramaticais e uso de termos populares na mensagem.
  • Entrar em contato com a unidade presencial: geralmente, na notícia falsa, a suposta intimação diz que aquele é o único canal e não disponibiliza nenhum contato para dúvidas. Isso é sinal que há algo errado. Portanto, antes de tomar qualquer iniciativa, é importante ligar para os telefones indicados nos sites oficiais.
  • E, por fim, ler além do título; considerar a fonte de informação da notícia; checar os autores e a data de publicação. Estas são sugestões para você não ser pego pelas fake news e nem sair espalhando boatos falsos por aí!

Como consegue identificar fake news em sua rotina? Comente conosco e lembre-se: sempre avise a seus contatos caso tenham compartilhado uma notícia falsa!

Você também pode gostar de: Filmes de terror para assustar até o mais destemido Contador


Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Lost Password