Contadoras estão com tudo!

CONTADOR

Nos últimos anos, o número de mulheres no mercado de trabalho no Brasil aumentou – e muito. Seja no setor político, econômico, empresarial e até nos esportes, lá estão elas, trabalhando, ascendendo e até ocupando lugares nos topos de cargos e carreiras que, pouco tempo atrás, costumavam ser ocupados por homens. Para termos uma ideia do crescimento feminino no universo Contábil, voltemos para 2004, quando elas representavam menos de 35% dos profissionais. Hoje, passados 13 anos, elas são quase a metade dos componentes da classe!

Na opinião da contadora e economista Gardênia Maria Braga de Carvalho, membro da Academia Brasileira de Ciências Contábeis – Abracicon, conselheira do Conselho Federal de Contabilidade – CFC e auditora fiscal da Fazenda Estadual do Piauí, o crescimento feminino na Contabilidade é resultado da mudança social vivida pelo País. Outro fator importante é a valorização da carreira contábil: “A contabilidade desempenha um papel cada vez mais estratégico nas organizações, além de ser apontada pelas empresas de recursos humanos como a carreira mais promissora nos últimos anos. Isto leva a uma procura maior pela profissão e as mulheres acabam sendo atraídas”, afirma Gardênia.

Por sua vez, o especialista em gestão Luciano Salamacha, professor da FGV Management, pontua algumas causas para a mulherada estar em alta na Contabilidade. A primeira é que elas são hábeis ao estabelecerem e gerenciarem relacionamentos interpessoais, diferentes dos homens, que geneticamente atendem seu instinto de impor a liderança pela força ou pelo uso de coerção.

Outro diferencial é a capacidade que a mulher tem de se desenvolver naturalmente, por força da gestão do ambiente familiar, de poder realizar várias atividades ao mesmo tempo: “O mercado empresarial, atualmente, não é feito por especialistas profundos em apenas uma área e nem por generalista que conhece um pouco de tudo. Mas sim pelo híbrido entre essas duas posições”, assegura.

Ele reforça que: “Hoje, as organizações demandam de pessoas que têm uma visão geral. Que sejam capazes de responder com profundidade por áreas que são vitais para a sobrevivência da companhia e, ao mesmo tempo, tenham conhecimento superficial para atuar em áreas periféricas. Enquanto as mulheres assumem essa posição com maestria, os homens têm a tendência de buscar uma “arena de combate”, onde podem impor uma superioridade em determinado segmento”.

Além disso, as mulheres, com sabedoria, conseguem manter a atenção e o foco multifacetado, demonstrando grande habilidade em atividades que requerem o desenvolvimento paralelo de processos ou projetos”, diz Salamacha, reforçando outro importante diferencial é a capacidade de resiliência e a perseverança que a mulher tem, muito superior à do homem.

A explicação se dá pelo próprio desenvolvimento da humanidade, que aos poucos vem deixando de lado o machismo, muito mais pela conquista que as mulheres obtiveram no mundo masculino, do que propriamente pela vontade e desejo dos homens em reconhecerem as qualidades femininas. Essa capacidade de superar adversidades, se manter firme no propósito, de elaborar caminhos estratégicos para conseguir seus grandes objetivos e, ainda, de manter otimismo e firmeza aos propósitos, mesmo diante de situações complicadas, atribuem à mulher um forte equilíbrio na condução e elaboração de estratégias nas organizações”.

Ele ainda comenta que as empresas dirigidas por mulheres não costumam apresentar problemas acima das expectativas, superando balanços comparados com companhias presididas por homens. O especialista ainda enfatiza que “as mulheres só precisam identificar o seus talentos natos, desenvolvidos muitas vezes em várias gerações e consolidados geneticamente em seu DNA para posicionar-se em condição de vantagem em vários aspectos perante o mundo masculino no ambiente corporativo”.

Como canta Erasmo Carlos, “dizem que a mulher é o sexo frágil / mas que mentira absurda / eu que faço parte da rotina de uma delas / sei que a força está com elas”.

Você também pode gostar: IRPF: como calcular seus honorários neste período tão movimentado


Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Lost Password