Certificado Digital para vender nos marketplaces

Empreendedor

Hoje em dia, vender pela internet é mais do que uma alternativa, mas uma necessidade. Além da possibilidade de continuar em atividade durante o isolamento social imposto pela pandemia da Covid-19, esta é uma forma de seguir uma tendência que já vinha crescendo nos últimos anos. Neste contexto, uma opção para as empresas ganharem mais destaque na internet é utilizar os marketplaces. O motivo? Além da possibilidade de vender em mais de um site, este formato dispensa a necessidade de ter um e-commerce próprio. Neste artigo, então, você saberá mais sobre esta forma de comércio e como o Certificado Digital auxilia quem empreende nesta modalidade.

Certificado Digital para marketplace

Para utilizar os marketplaces como plataformas de venda, o uso do Certificado Digital é indispensável. Isso porque a tecnologia é imbricada ao sistema de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), cuja emissão é obrigatória para quem trabalha com comércio on-line. O Certificado, neste caso, é a ferramenta que comprova a autenticidade da nota e, consequentemente, do estabelecimento que fez a venda – evitando, assim, fraudes e outras atividades ilegais.

Porém, é importante ressaltar: o Certificado Digital, sozinho, não emite as Notas Fiscais. Esta tarefa fica por parte do emissor de NF-e, um software adquirido à parte. Algumas empresas, como a Certisign, disponibiliza o combo do e-CNPJ A1 (Certificado no computador) + emissor de NF-e.

Essa compra conjunta acaba se tornando mais vantajosa por dois motivos:

  • preço menor (como é o caso do pacote oferecido pela Certisign) e
  • praticidade. Caso já tenha o Certificado e precise só do emissor, não há problemas também.

Qual é o Certificado usado para emitir notas?

O Certificado Digital utilizado para a emissão de Notas Fiscais Eletrônicas é o e-CNPJ ou o NF-e. Os dois desempenham a mesma função; a diferença é que o NF-e é recomendado para os casos em que a pessoa responsável pela emissão de notas não é o titular do CNPJ. Dessa forma, o funcionário responsável pela atividade não poderá ter acesso a outras plataformas e aplicações que poderiam ser utilizadas com o e-CNPJ.

Agora você deve estar se perguntando: para emitir Notas Fiscais, o modelo de Certificado Digital precisa ser, obrigatoriamente, o A1 (armazenado no computador)? A resposta é não. Apesar deste modelo ser, sim, o mais recomendado e, até mesmo, preferido pelos consumidores para esta função, tanto o A1 em mobile quanto os Certificados do tipo A3 (que podem ser armazenados no token, cartão ou na nuvem) podem ser utilizados para emitir notas.

Leia também: Saiba como fazer primeira emissão de Nota Fiscal Eletrônica

O Certificado só serve para emitir notas?

Se você acha que o seu Certificado Digital serve apenas para a emissão de Notas Fiscais Eletrônicas, está enganado(a). O Certificado é o documento que identifica pessoas e empresas no meio eletrônico, garantindo, assim, total autenticidade e validade jurídica às transações que acontecem por meio desta tecnologia. Sendo assim, o Certificado Digital de Pessoa Jurídica (e-CNPJ), no caso, é utilizado também no relacionamento com a Receita Federal, para assinar documentos em nome da empresa pela internet com a mesma validade de uma assinatura de próprio punho e muito mais.

Vendas em marketplace

Do que é preciso para vender no marketplace?

Os marketplaces são, sem dúvidas, uma forma simples, acessível e eficiente para a venda de produtos pela internet. Porém, por mais que seja uma facilidade para os comerciantes, as plataformas exigem algumas formalizações para que a empresa as utilize como plataforma de venda, como a emissão de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), que são feitas por meio do Certificado Digital.

Portanto, antes de se cadastrar em um marketplace, certifique-se de já ter:

• CNPJ
• Comprovante de Inscrição Estadual
• Consulta Pública ao Cadastro do Estado (SINTEGRA – ICMS)
• Certidão Negativa de Débitos Tributários – Tributos Federais e Dívida Ativa da União
• Estatuto Social atualizado (constituição e última alteração)
• Certidão simplificada do SINREM
• Certificado Digital de Pessoa Jurídica (e-CNPJ)
• Emissor de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

Atenção: a exigência de alguns documentos pode mudar de acordo com a plataforma.

Vale ressaltar que algumas empresas de marketplace disponibilizam plataformas próprias de emissão de NF-e, bastando apenas que o comerciante tenha o Certificado Digital.

Quais são os principais marketplaces disponíveis?

Quando se trata de marketplaces, existem plataformas para os mais diversos segmentos. Alguns dos principais sites são: Amazon, Mercado Livre, Americanas.com, Submarino, Shoptime (sendo as três últimas pertencentes ao mesmo grupo, o B2W), Magazine Luiza, Pontofrio, Netshoes e Dafiti.

Existem plataformas que vendem itens variados, como o Mercado Livre, enquanto outras têm um segmento mais definido, como é o caso da Netshoes, que comercializa itens voltados à prática esportiva. Por isso, é importante que se informe bem sobre as plataformas de seu interesse para avaliar qual(is) dela(s) é(são) mais vantajosa(s) para o seu negócio.

Quais são as vantagens de vender em marketplace?

O marketplace funciona, basicamente, como um grande shopping center on-line. Neles, empresas de todos os portes disponibilizam seus produtos com o intuito de ter um espaço de venda pela internet ou, até mesmo, como forma de capilarizar a presença no mercado – que é o caso, principalmente, das marcas que já têm o próprio e-commerce mas, ainda assim, utilizam também os marketplaces.

As vantagens para as micro e pequenas empresas são, principalmente, a praticidade, o baixo custo e a visibilidade. Isso porque, desta forma, o empreendedor poderá desfrutar dos benefícios das vendas on-line sem a necessidade de criar e sustentar um e-commerce próprio – que demanda esforços e gastos com manutenção e hospedagem, por exemplo. Além disso, ele pode estar presente em mais de um marketplace, o que permite que ele alcance um número maior de consumidores e, portanto, realize mais vendas.

Você pode gostar de: Virei Freela: como assinar contratos com Certificado Digital

Esse conteúdo foi útil?

Clique em uma estrela para avaliá-lo!

Poxa! Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Lost Password