Academia Paulista de Contabilidade volta-se para a intelectualidade da Profissão

CONTADOR

Você conhece todas as entidades de classe contábil de São Paulo? Hoje vamos tratar da história da Academia Paulista de Contabilidade – APC, instituição que tem uma finalidade diferente das demais.

Em vez de fiscalizar o exercício da profissão, como faz o Sistema CFC/CRCS, composto pelo Conselho Federal de Contabilidade e pelos Conselhos Regionais; ou defender os interesses dos profissionais, atribuições dos Sindicatos e das Federações de Contabilistas; ou ainda representar e buscar melhorias para a profissão junto aos órgãos públicos, como fazem as Associações; a Academia tem por premissa incentivar a pesquisa técnico-científica, estimular o estudo crítico e filosófico, assim como acompanhar as tendências e desenvolver a Contabilidade enquanto Ciência.

A história da Academia Paulista de Contabilidade

A Academia Paulista da Contabilidade que foi fundada em 1952, pelo professor Francisco D´Áuria, juntamente com outros renomados contabilistas da época, deu início às suas atividades em defesa do pensamento filosófico das Ciências Contábeis, tendo como primeiro presidente o próprio D´Áuria, ladeado pelos professores Armando Aloe, como secretário, e Paulino Baptista Conti, como tesoureiro.

A APC foi a segunda instituição do gênero criada no Brasil, sendo antecedida apenas pela Academia Mineira de Ciências Contábeis, instituída em 1950. Mas, com o passar do tempo, e também com a morte dos valorosos contabilistas que conduziam suas ações, a instituição foi perdendo força, diminuindo suas atividades, a ponto de ficar inativa por quase 50 anos.

Só em 2011, quando da gestão do contador Domingos Orestes Chiomento na presidência do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo-CRCSP este, estimulado por outros contabilistas ilustres, dentre os quais Irineu De Mula, reinstalou a Academia de São Paulo, tendo De Mula como presidente nas duas primeiras gestões, o qual empossou grande parte dos Acadêmicos que compõem as 50 Cadeiras da APC.

Em janeiro de 2018, Chiomento assumiu a presidência da APC empossando mais 10 Acadêmicos, vindo assim a completar o quadro da Academia.

Pelo grande trabalho voltado à valorização educacional e cultural e ao estímulo do conhecimento filosófico, científico e tecnológico das Ciências Contábeis, a Academia Paulista de Contabilidade vem ganhando projeção, sendo hoje uma integrante formal do grupo das Entidades Congraçada da Contabilidade do Estado de São Paulo e também uma Entidade certificadora do programa de Educação Profissional Continuada.

banner copa contador

Acadêmicos

Os 50 Acadêmicos que formam o quadro da APC hoje atuam em diversas áreas da profissão, como empresários do setor, auditores, peritos, professores, e outros, mas todos com um propósito em comum, tais como os Patronos que emprestam seus nomes as Cadeiras: trabalhar para o engrandecimento da Contabilidade enquanto ciência guardiã dos valores e da organização numérica das sociedades.

Segundo o presidente para a gestão 2018-2020, Domingos Orestes Chiomento,

“tão significativo é o conhecimento filosófico, técnico científico para esta Diretoria, que estamos focando os Planos e Metas de nossa Gestão em cinco pilares que consideramos estratégicos para o futuro da Academia, quais são:

  1. Buscar maior interação entre as atividades contábeis Acadêmicas e a Área Pública;
  2. Investir na compilação de dados e recuperação do patrimônio Intelectual da Contabilidade;
  3. Estimular o relacionamento com as Instituições de Ensino públicas e privadas;
  4. Apoiar as Instituições de Ensino Públicas e Privadas com base no Exame de Suficiência da Classe;

Por último, fortalecer ainda mais as relações com as Entidades Congraçadas da Contabilidade do Estado de São Paulo e entidades afins, em busca do aperfeiçoamento da Contabilidade”.

“A Academia Paulista de Contabilidade constitui-se em um grêmio de estudiosos que trabalha com devotamento, sinceridade e interesse patriótico pelo aprimoramento da Ciência e da profissão Contábil,” conclui Chiomento.

Você também pode gostar: O papel do Contador na valorização da ética


Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Lost Password