A importância do relacionamento do Contador com o Cliente

CONTADOR

O ano de 2017 está indo embora e um novinho em folha está chegando. A hora é propícia para se fazer uma retrospectiva do que foi feito nos decorrer dos 365 dias que se encerram.

Mas o momento também é oportuno para deixar para trás tudo que não deu certo e abrir novos caminhos para um ano novo cheio de esperanças. E, por falar em vitórias, 2018 promete na área contábil, uma vez que teremos muitas novidades, entre elas:

  • O início da obrigatoriedade do eSocial;
  • Implantação do Bloco K e;
  • Escrituração Fiscal Digital de Retenções e outras Informações Fiscais – EFD-Reinf.

Será um verdadeiro triunfo se adaptar a todas elas sem erros ou equívocos! Neste sentido, é de extrema importância a relação “Contador x cliente”, principalmente no quesito excelência no atendimento.

Excelência no atendimento

E a excelência no atendimento engloba preço, cordialidade, foco, confiança, profissionalismo e, claro, o cumprimento rigoroso das obrigações acessórias: quanto mais o Contador participa do negócio do cliente, menos erros acontecem. A relação tem de ser [sempre] uma via de mão dupla.

Relação Contador X Cliente

Todo Contador precisa explicar ao seu cliente que, para que ambos tenham sucesso no negócio, é imprescindível que o empresário assuma sua responsabilidade e nunca se omita de nada relacionado ao seu estabelecimento. Caso contrário, quem primeiro sentirá os reflexos dessa atitude é ele próprio, afinal um empreendedor que desconhece por total a sua Contabilidade, por consequência não sabe cortar custos ou despesas, atrasa o pagamento a funcionários e fornecedores e, como diz o dito popular, “dá nó nas próprias pernas”.

Todo cuidado é pouco

Vale lembrar ainda das responsabilidades tributária, civil e penal do Contador, totalmente solidária ao empresário. Mas o que isso significa? Na relação Contador x cliente, quem responde por tudo, inclusive possíveis irregularidades, é o empresário – o primeiro e único responsável a emitir as informações produzidas pela Contabilidade. Então, em ano novo de eSocial, EFD-Reinf e Bloco K, isso sem contar todas as outras obrigações acessórias das esferas municipal, estadual e federal que já estão em vigor, todo cuidado é pouco.

Na relação Contador x cliente, vale lembrar da frase do político britânico Douglas Hurd, que serviu nos governos de Margaret Thatcher e John Major de 1979 a 1995, que diz “não é benéfico ajudar um amigo colocando moedas em seus bolsos quando existem buracos neles”.

Você também pode gostar de: A empresa do seu cliente está pronta para o eSocial?


Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Lost Password